19/03/2022 às 07h49min - Atualizada em 19/03/2022 às 07h41min

Mitologia no desenvolvimento da Consciência: Atitude emancipatória sustentada em situações complexas.

(CONS)CIÊNCIA & VIDA

(CONS)CIÊNCIA & VIDA

Alberto Carlos Paschoaletto é Professor Universitário, graduado em Ciências Jurídicas e Sociais; pós-graduação em Gestão Empresarial, Psicologia.

A Fábula da Águia e da Galinha como vetor mitológico...
PASCHOALETTO[1], Alberto C.

O imanente eminente do iminente:
Interpretando nosso subtítulo de abertura do texto, podemos considerar que imanente sendo aquilo que está contido na natureza de um ser ou de um objeto, portanto inerente, enquanto a expressão “eminente” é o mesmo que “importante” e “iminente” quer dizer prestes a acontecer”. Pois então: podemos admitir que o Conteúdo essencial do ser é importante e inerente ao que está por ser.
Por bem, no que sopese o incremento da consciência situacional destacamos aqui seu conceito recorrente em discussões sobre as características de uma boa equipe. Com a transformação digital e o surgimento de novas tecnologias de suporte para esses times, sua relevância se tornou ainda maior, já que o uso de soluções digitais para potencializar sua ação é uma tendência que vem ganhando espaço. Desta forma esse nosso texto, pensata, é um convite para pensarmos nas questões abaixo, e suas implicações com o que está por vir na contemporaneidade.
  1. Mas, afinal, o que é Consciência Situacional?
  2. De que forma esse conceito se aplica em nossas vidas?
  3. Qual a sua relação com a tecnologia?
  4. É possível alcançar resultados melhores com as ferramentas certas?
Analisando possíveis respostas plausíveis
  1. Mas, afinal, o que é Consciência Situacional?
Consciência situacional ou consciência de situação (SA) como definida pelo próprio autor ENDSLEY, Mica R. : “a percepção de elementos e eventos ambientais em relação ao tempo ou espaço, a compreensão de seu significado e a projeção de seu status futuro.” Consciência situacional é um importante processo cognitivo para os tomadores de decisão em diversas áreas-chave, envolvendo a percepção da presença e disposição de entidades de interesse no ambiente, a compreensão do significado de suas ações individuais e coletivas no espaço e no tempo, e prever o seu estado num futuro próximo.
Nas áreas de gestão de risco e análise de dados, falhas na consciência situacional podem levar a erros operacionais na tomada de decisões e risco à vida das pessoas, propriedades ou meio ambiente.  
2. De que forma esse conceito se aplica em nossas vidas?
Embora a consciência situacional não garanta uma melhor qualidade na tomada de decisões, suas melhorias podem ajudar as pessoas quando expostas a pressão de situações de risco a manter uma compreensão elevada dos eventos e situações em andamento. Nesse caso, o processo de avaliação da situação de risco geralmente oferece oportunidades para gerar melhores informações e ajudar a melhorar a consciência situacional.
3. Qual a sua relação com a tecnologia?
Primeiramente é importante destacar que o conceito de Consciência Situacional se refere à capacidade de um indivíduo ou grupo tomar decisões eficazes em situações de adversidade como fatores proeminentes da percepção e compreensão dos eventos, o que são causas e o que são os efeitos dessas causas, além da capacidade de elaborar previsões sobre os resultados de uma ação, tendo em pensamento a dinamicidade e a criticidade da ocasião. O maior destaque com relação ao aspecto tecnológico são os laboratórios de aprendizagem com uso de simuladores e a incrementação, cada vez mais intensa, da cultura maker nas escolas. Em outras palavras, do ponto de vista filosófico, Consciência Situacional pode ser compreendida como a precursora do processo de tomadas de decisão balizadas entre eixos dicotômicos que se completam (razão/emoção), e entre homem e máquina.
4. É possível alcançar resultados melhores com as ferramentas certas?
Diante de emergências exige daquele grupo ou indivíduo um extenso ânimo cognitivo. Afinal, é preciso se manter alerta não só à natureza da situação atual, mas trabalhar constantemente — e com agilidade — na busca por soluções eficazes. Isso significa desenvolver hipóteses sobre o que acontecerá depois de cada possível ação tomada.
Além disso, vale destacar que o grau de emergência da situação varia de acordo com sua natureza. Tomemos como exemplo a pandemia que desde o final de 2019 foi ganhando escala entre todos os habitantes do mundo, que ficaram expostos a uma pandemia de proporção global, CoVid-19.  Em nosso estudo tudo indica,  em fontes seguras, que o epicentro foi na cidade de Wuhan, na China e, desde então, se espalhando pelo mundo inteiro.
 
Fronteiras entre mitologia, Consciência Situacional e Banalização do mal
Deste período em diante as notícias foram fartas para quem busca acompanhar o desempenho dos líderes de diversos países ao coordenar ações de enfrentamento à infecção e evolução do vírus, assim como foi possível observar as mais diversas formas de ação para combater o vírus ou mitigar seus efeitos.
Também é sabido que nessa mesma tendência foi possível conhecer erros e acertos da atuação dos órgãos governamentais no combate a essa pandemia, retirando lições importantes que podem ser aplicadas em território nacional, agora que chegou nossa vez de combater essa ameaça pois já ultrapassamos a casa dos três dígitos que oscilam em mais de seis centenas.
Nosso título convida pensarmos um pouco sobre o que isso significa para desenvolver um pensamento filosófico crítico sobre o que acontecerá depois de cada possível ação tomada.
Além disso, vale destacar que o grau de emergência da situação varia de acordo com a consciência situacional de quem está na vanguarda da liderança em nosso país. A falta dessa interação, insensibilidade com a dor do outro (invisibilidade atrás da estatística) ou a briga entre entes federativos mais por conta de egos ou ainda através de questões políticas ou ideológicas que estão no limiar de gerar uma catástrofe sentida por toda a população do planeta.
O mesmo acontece com o fenômeno do desenvolvimento sustentável do planeta, visto que ainda constatamos históricos de baixo índice de reciclagem do lixo; descaso das pessoas com a água potável, tipo: Banho demorado, lavagem de quintal e calçadas, descarte de resíduos sólidos sem qualquer triagem ou até mesmo a exigir das empresas, elos da cadeia de valor, a prática da logística reversa, já garantida por lei.   
 
“Gatos em teto de zinco quente”
Estamos, assim como na expressão que deu origem ao clássico do cinema e teatro: “gatos em teto de zinco quente” que teve origem no vocabulário do sul dos Estados Unidos para descrever a habilidade em se manter estável em situações de confusão e desordem.
Sim, nobre leitor, estamos caminhando em passos largos, assim como os gatos do cinema para ultrapassar indicadores alarmistas de que o mundo já se esgotou em sua capacidade de prover recursos numa economia sustentada pela produção e consumo linear.
Tomemos como exemplos brasileiros, para mencionar as questões imperativas desse texto:
  1. Incêndio na Vila Socó (Cubatão, 24 de fevereiro de 1984);
  2. Acidente com Césio-137 (Goiânia, setembro de 1987);
  3. Naufrágio do Bateau Mouche (Rio de Janeiro, 31 de dezembro de 1988)
  4. Vazamento de óleo da Petrobrás (Baía de Guanabara, 18 de janeiro de 2000);
  5. Vazamento de óleo da Chevron (Bacia de Campos, 8 de novembro de 2011);
  6. Rompimento da barragem de rejeitos da Samarco (Mariana, 5 de novembro de 2015);
  7. Rompimento da barragem de rejeitos da Vale Rio Doce (Brumadinho, 25 de janeiro de 2019);
  8. "Et coetera" do latim que significa "e outras coisas" que não mencionaremos aqui.
Pois bem, voltemos agora ao Homem quando não é somente aquilo que pensa, mas que vivencia também. Quando o mundo se impõe em sua lógica Mecanicista – como uma máquina... Incipiente, o Homem se coloca como parte do sistema funcional e “aceita-se” preso ao movimento sistemático das engrenagens.
 A grande dificuldade está em transpor este nível para encontrar uma nova perspectiva, uma nova visão – A de um mundo organicista, como um órgão vivo, que reage fora de qualquer padrão de previsibilidade: Afinal, o homem torna-se aquilo em que acredita ser... Aquilo que seu sonho constrói, portanto, ouse dar uma nova ordem à sua Vida!
 
Relação entre mitologia e consciência
Encontrar essa verdade libertadora, que permite trafegar entre os dois mundos - O Lógico, com sua previsibilidade mecânica e O Ilógico, imprevisível e abstrato. Assim, aprender a comunicar nestes dois mundos, é a chave do sucesso! Esta comunicação Inter conceitual, interativa, é uma vantagem notável. Mas, como desenvolver este processo de comunicação? O Mito é um potente agente sistêmico, porque integra a informação pelas partes, tomando-a por inteiro, ao contrário do pensamento lógico, que age apenas de maneira mecânica.
A palavra e a Semântica restringem..., mas, o MITO não... O mito encerra uma linguagem ampla (como que poeticamente falando – A língua dos anjos) que deve ser desvendada e descoberta pouco a pouco.
No mito, a dinâmica do abstrato desvincula-se da lógica mecânica e, essa distância pode ser ampliada através do processo de comunicação em que as partes estão acessíveis para mitificar o respectivo conteúdo objetivo e, isso se faz interativo : Tênue e perene distância entre o real e o irreal... trata-se de uma linguagem dos símbolos... Mitridatizo, dado a sucessivas representações exageradas de fatos reais da Lógica pela imaginação abstrata do ilógico... Pode frustrar ou mitigar sua representação simbólica – comprometer a integridade psicológica, pois impõe uma dissonância entre o Ideal e o Real ou para alguns o ACASO!
Mas, o que será o Acaso, senão uma forte e expressiva manifestação das leis universais que se fazem presentes... Insights que afloram instantâneos e sem uma aparente causa primária?
Eventualidade, Casualidade – Sorte ou Destino. Assim o Mito emerge da mente subconsciente como tentativa de expressar algo para o qual não existem palavras ou formulações, ainda que incipiente, muitas vezes.
A referência ao Mito expresso como o pensamento simbólico ou aquilo que está implícito nas leis da Natureza, que vão muito além da nossa capacidade de compreensão... permite que o sonho se materialize, força transformadora!
 
A Fábula da Águia e da Galinha como vetor mitológico
Águia e Galinha: Um pequeno mito sobre cosmovisão. A diversidade que existe no mundo é vista por olhos diferentes, e cada novo olhar, mesmo que o mesmo, torna-se algo diferente - sempre de acordo com o olhar de quem vê... um perfeito exemplo disso é a fábula da Águia, de Leonardo Boff, que, criada como uma Galinha, deixa-se dominar pelo instinto desta...
Assim, acredita-se galinha e, deixa-se dominar pelo medo, coloca-se a ciscar em terra firme. É preciso um grande esforço para quebrar o vínculo mecânico do pensamento lógico da águia criada como galinha... Muitas vezes, esquecemos que Deus nos dá inteligência e, dar asas à imaginação é parte do grande aprendizado para equilibrar, avaliar, dosar e temperar suas ações, os seus impulsos rompantes. Assim, crer-se como aquela águia e, deixar fluir esses pensamentos inovadores pela reflexão da lógica antes de empreender cada ação e sobretudo ter a paciência (que é um atributo da maturidade) para atuar no momento adequado, o que não precisa ser necessariamente interativo com o ímpeto de agir... Trazer ao mundo através de sua arte e beleza os mistérios de um universo transcendente, sem dificuldade em viver na densidade da matéria corpórea do pensamento lógico.
 
Considerações finais em fechamento do texto
 Por muitas vezes quando a realidade se comunica configurada de maneira dura e difícil, sentimos desespero e desistimos de enfrentar os obstáculos do labirinto da vida real, procurando libertar o pensamento tentamos “voos” imaginários e desconectados da realidade para atingir mundos “abstratos e irreais”. Aqui surge a questão mitológica de Dédalo e Ícaro... Podemos escolher entre duas ações: Equilibrar como Dédalo o voo e finalmente aterrissar e erguer um santuário – onde os grandes cultuados serão nós mesmos, ou tentar como Ícaro e, freneticamente subir às alturas buscando conquistar uma falsa realidade, para despencar verticalmente em queda num labirinto completamente sem saída... afinal, ser águia não basta voar, é preciso agir como tal...
 
REFERÊNCIAS
 AGU100: Advanced Earth and Space Science. Artigo: Avaliação baseada em satélite do perigo de deslizamento de terra desencadeou-chuvas para a consciência situacional . Campanha Mundial Construindo cidades Resilientes . Disponível em https://resiliente.campinas.sp.gov.br/ acesso em 10 mar 22
BERNARDO, André. Naufrágio do Bateau Mouche: dor, trauma de Réveillon e impunidade marcam 30 anos da tragédia. BBC-BRASIL – Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil/Acesso 12 mar 22
HENRIQSON, Éder. (At All) -  Consciência situacional, tomada de decisão e modos de controle cognitivo em ambientes complexos. Produção, v. 19, n. 3, set./dez. 2009, p. 433-444 . Disponível em https://www.scielo.br Acesso em 11 mar 22
LIMA, Maria Luísa. Viver com o risco: Abordagens da psicologia social ambiental.  Inforgeo, 9-10, 1995, 39-54.
PEREIRA, Ricardo. Você já ouviu falar sobre Consciência Situacional? Artigo publicado em https://www.valoretreinamentos.com.br/  Acesso em: 13 mar 22
SANTOS, Vanessa Sardinha dos. Cinco desastres ambientais causados pelo homem no Brasil. Artigo disponível em https://www.preparaenem.com/ . Acesso em: 13 mar 22
STENGER, Victor J. O mito da consciência quântica. http://www.esalq.usp.br/lepse/imgs/conteudo_thumb/O-mito-da-consci-ncia-qu-ntica.pdf  / Acesso em 12 mar 22
STRECKER, Heidi. Platão (2) - O mito da caverna e a visão além das aparências. https://educacao.uol.com.br/disciplinas/filosofia/platao-2-o-mito-da-caverna-e-a-visao-alem-dasaparencias.htm?cmpid=copiaecola  / Acesso em 11 mar 22
 
 
Alberto Carlos Paschoaletto
Coluna: (CONS)CIÊNCIA & VIDA
                                                                                                        Caminho Livre pelo Pensar Filosófico.
                                                                                                           Jornal Tribuna do Guaçu
 
 
[1] Professor Universitário, com graduação em Ciências Jurídicas e Sociais; pós-graduação em Gestão Empresarial, Psicologia Organizacional e do Trabalho; Mestrando em Desenvolvimento Sustentável e Qualidade de Vida.
Link
Leia Também »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp